El Descanso

por llforbes

Fiquei com vontade de fazer um post-lista sobre Punta um pouco mais pessoal e randômico (redundância) do que este aqui que a Alexandra publicou no Boa Vida, então lá vai:
  • A comida: Em busca de uma “experiência gastronômica diferenciada” em Punta? I have two words for you: Perdeu, playboy. Os restaurantes são agradáveis, os vinhos são bons e baratos, o serviço é educado e confuso, e ponto. Ou seja, bom, bom mesmo só as medialunas, tostados, sovertes, doce de leite, cerveja…

  • Os carros: A cidade (e o país) é tomada por carros antigos, alguns escangalhados, outros em perfeito estado, todos desafiando a Coréia como se nada houvera. (Só o estofado do fusquinha aí embaixo já vale a viagem.)

  • O farol da Península: Eu gosto de faróis. São calmos, remotos e solitários. E a Península é old-school.

  • As casas: Todas têm nome. É First Amendment à la Uruguaia. Quase um tweet. :-)

  • A luminosidade: Não existe outra igual.

  • Os “antiquários”: mais pela contribuição à atmosfera “stuck in the 70s” do que pelos ítens de consumo.

  • And last, but certainly not least, La Preciosa: Minha nova BFF, Windstream com correia de borracha(!) e sem marchas (voltou para São Paulo comigo), comprada na Tienda Inglesa. Aqui, na ponta da Barra, minha praia preferida.

Que pasen bien.

Laura